Pular para o conteúdo principal

Mudança de Carreira



Resultado de imagem para mudança de carreira



Oi de novo, oi a todos vocês. É eu estive sumida e se querem saber a verdade é bem provável que eu desapareça outras vezes. É, eu sou assim. E na verdade eu nem sei como eu criei um blog, já que toda exposição on-line me apavora. 

Mas é estranho, realmente ajuda a desabafar, dividir isso com "o mundo". E também é legal imaginar que isso pode ajudar outras pessoas quem sabe.

Hoje meu desabafo se dá em um momento bem especial para mim. Eu cheguei em um ponto de mudança e eu sei disso. Só não sei onde vai dar. Cheguei uma decisão  sobre a minha carreira e foi dolorosa, mas eu já vinha pensando a muito tempo. Desisti da Biologia. Não vou mais trabalhar como bióloga, não é isso que eu quero para minha vida, não agora e acho que talvez nunca.

Mas foi difícil pra cacete, aliás está sendo difícil escrever isso agora.

De certa forma, decerta forma não, com certeza eu ainda estou de luto. Eu achei que isso seria minha carreira, minha paixão, um bom pedaço da minha vida. E investi muito em tempo, preocupação, emocionalmente, em vida, nisso. Eu entrei na graduação com 17 anos, em 2007 e acabei meu mestrado em 2014. Foram 7 anos só em formação. Trabalho na área desde de 2013.

É muita coisa e muito tempo ( tá eu sei que é meio melodramático, mas eu tenho 27, são 10 anos da minha vida, mais de um terço!).

Além de tudo isso o que me preocupa mesmo é que decidi deixar um barco, mas não sei em que barco pular em seguida! É, é isso. Eu desisti de uma carreira,mas não sei qual vai ser a próxima.

É claro que eu não sou maluca tenho algumas áreas em mente. Mas, não consigo me decidir, não ainda.  Sinto que tenho possibilidades, mas não me conheço o suficiente para decidir. Isso é estranho ?

Por enquanto estou tentando me conhecer melhor, me sondar e me entender, para ficar numa posição melhor para decidir uma coisa tão importante.

Gosta de gerenciamento de projetos, gosto de organização, gosto de gestão de processos, gosto de coisa novas, gosto de transformações e reformas e isso ajuda. Mas gosto de segurança e de uma certa rotina também e isso me apavora. E tenho medo de fracassar, sempre tenho. Então se prepara aí para as cenas dos próximos capítulos, provavelmente vão ser emocionantes.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Oi, bom dia, que tal acreditar mais na vida?

Oi gente, sei que mais desapareço do que posto aqui,  mas tenho muita coisa acontecendo agora.  
Sei que não contei para vocês, mas meu irmão cometeu suicídio ano passado, no final de novembro. Isso causou muita dor e muitas mudanças na minha família.
Também passei (e ainda estou passando de certo modo) por uma situação complicada no trabalho. Um problema com um dos meus colegas que acabou por levar a várias alterações no meu escopo de trabalho. Enquanto isso meu processo de mudança de carreira continua em paralelo, e isso não é fácil.
E para completar, meu casamento tá daquele jeito que agente chama de "anda indo". Não tá legal. 
No fim das contas, estou lidando com muitas coisa complicadas de uma vez e nem sabia como voltar para cá. O que falar, como falar. Isso aqui é uma espécie de diário, mas não é. Pode ser que ninguém me leia, mas todo mundo tem acesso. É muito particular e ao mesmo tempo totalmente público. É estranho, paradoxal e desgastante, mas também gera alívio…

Áreas de foco

Continuando com a minha ideia de mudança de carreira, resolvi seguir uma dica do blog "Vida Organizada" da Thaís (nossa como estou íntima rsrs) e fazer uma mapa mental da minha vida com as minhas principais áreas de foco. Dá uma olhadinha aí em baixo como ficou:


Sinceramente me ajudou bastante a ver (literalmente) mais claramente como eu penso a minha vida. Não como ela é exatamente, mas como eu a organizo na minha cabeça (mapa mental, dã).
Duas coisas positivas eu tirei desse exercício logo de cara. Primeiro, no campo da saúde eu mapeei exatamente quais seriam as consultas periódicas: aquelas que a gente abe que tem que fazer todo ano, mas acaba esquecendo. No meu caso elas são: Dentista (6 em 6 meses), Ginecologista (1 vez ao ano), Psiquiatra ( eu sofro de TOC então é a cada 2 meses) e Oftalmologista (era todo ano, mas acabei de fazer cirurgia de miopia então não sei como vai ficar). Eu sei que cumprindo essa rotininha eu posso ficar tranquila e a  maior parte da minha sa…